As Dez Classes Gramaticais

O capítulo de Classes Gramaticais, dentro do conceito gramatical amplo, é, sem dúvida, um dos mais importantes e controversos de toda a Língua Portuguesa. Pensando em concursos e vestibulares, é fundamental que se estude classe gramatical com afinco, para que tudo faça sentido. O entendimento da lógica das classes gramaticais certamente fornecerá base para o estudo da gramática como um todo.

As palavras existem, apresentam sentido (valor lexical), têm estruturas internas (morfemas), possuem características e marcas relativas à pronúncia e acentuação (fonemas) e são DIVIDIDAS EM CLASSES.

A Nomenclatura Gramatical Brasileira (NGB) distribui os vocábulos do nosso idioma em dez classes: artigos, substantivos, adjetivos, numerais, pronomes, verbos, advérbios, preposições, conjunções e interjeição.

Cada classe, em um estudo aprofundado (e adequado), apresentará critérios semânticos, morfológicos e sintáticos. Estudar as classes, observando esses três critérios, é certamente o que mais se recomenda para um pleno entendimento do assunto. Observe o que se passa com o substantivo, nesse sentido.

Substantivo, no critério semântico, dá nome aos seres. Ele nomeia tudo o que existe (carro, ferro, casa, livro…) ou o que habita o mundo da imaginação (fada, anjo, vampiro). Ele também nomeia conceitos abstratos (amor, saudade, dor).

No critério morfológico, o substantivo é uma palavra que varia em gênero, número e grau. O substantivo ‘menino’ varia em gênero e número (‘menina’, ‘meninos’, ‘meninas’).

No critério sintático, o substantivo e as palavras que substituem os substantivos exercem a função de núcleo dos elementos sintáticos. Todo sujeito apresenta um núcleo. E esse núcleo será certamente um substantivo ou algum elemento em função substantiva.

Percebeu? É possível analisar as classes gramaticais de diversas formas. Abaixo, segue a lista das classes com uma definição prática e objeto para cada uma.

  1. Artigo – determina ou indetermina o substantivo. É, normalmente, o termo que transforma qualquer palavra em substantivo, em provas.

Vou consertar o erro da máquina.

Achei um livro perdido.

  1. Numeral – quantifica e ordena os nomes

Dois elefantes incomodam muita gente.

  1. Pronome – modifica ou substitui o substantivo. Situa a pessoa do discurso.

Esse livro foi atualizado em dezembro. Ele agora está completo.

  1. Adjetivo – qualifica outro nome.

Gosto muito de alunos dedicados.

Meus velhos amigos chegaram.

  1. Substantivo – nomeia seres, objetos (reais ou imaginários) e ações. Exerce a função de núcleo dos termos sintáticos.

O medo deve ser superado.

Comprei esse carro ontem.

Os jovens do Brasil vivem um momento delicado.

  1. Verbo – exprime ação, fenômeno, estado ou mudança de estado.

Quero assistir ao sol nascer, ver as águas dos rios correr, ouvir os pássaros cantar. (Cartola).

  1. Advérbio – modifica um verbo, adjetivo, outro advérbio ou toda a frase. Indica as circunstâncias: tempo, lugar, modo, intensidade, etc. É invariável.

Hoje eu consigo ser totalmente feliz.

  1. Preposição – subordina um termo a outro.

Parei de discutir sobre política desde 2018.

  1. Conjunção – liga orações ou termos de idêntica função.

Venha logo, pois estou atrasado.

Não estudei como deveria, porém fiz uma prova excelente.

  1. Interjeição – expressões e vocábulos que denotam emoções súbitas.

Ufa! Chegou o período de chuvas.