Comissão confirma etapas do concurso da Polícia Civil PA

Em resposta ao Instituto OACP, a comissão especial de licitação do Concurso da Polícia Civil do Pará confirmou as etapas do certame e ainda trouxe informações importantes sobre o mesmo.

Na resposta, a presidente da comissão Íris Alvez Miranda Negrão apontou que o concurso será composto pelas seguintes fases: provas objetiva e discursiva, capacitação física, exame médico, exame psicológico (com entrevista) e investigação criminal e social.

Ela também revelou à banca concorrente que a prova discursiva deverá ser aplicada em todos os cargos, sendo uma peça para delegado e questões específicas para os demais cargos. Outra informação importante é que a linha de corte para a correção da prova objetiva será de três vezes o número de vagas ofertadas, e não haverá linha de corte para a aplicação das fases.

Sobre pontos referentes à organização do concurso, o comunicado traz ainda os seguintes pontos: as publicações oficiais ficam a cargo da contratante; haverá exame médico para aferir se o candidato é PCD, ficando a responsabilidade a cargo da contratada e será necessário ambulância com UTI em todas as fases, exceto na investigação criminal e social.

Mudanças na comissão de licitação

A Polícia Civil do Pará alterou a comissão de licitação responsável pela contratação da banca organizadora do seu concurso para os cargos de delegado, investigador, escrivão e papiloscopista. Com a portaria nº 132, publicada no Diário Oficial do Pará em 5 de junho, passam a fazer parte do grupo de trabalho Iris Alves Miranda Negrão (presidente), Marilia Lima de Moraes, Odilene Fernandes da Conceição Santos e Sinélio Ferreira de Menezes Filho.

No final de maio a Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (SEPLAD-PA) publicou o aviso de concorrência para a contratação da banca organizadora do concurso. As empresas e institutos devem encaminhar as propostas até o dia 25 de junho, quando será realizada uma reunião às 9h, no auditório da SEPLAD, em Belém, para abertura dos envelopes com a documentação habilitatória, proposta técnica e proposta de preços.

Aviso de licitação

O aviso de licitação detalha que a empresa vencedora será responsável pelo planejamento, organização, realização processamento e resultado final para homologação do concurso publico da PCPA, assim como toda e qualquer logística necessária a execução dos serviços.

A íntegra do edital de concorrência poderá ser obtida no Portal ELetrônico de compras do Governo do Estado do Pará, no endereço www.compraspara.pa.gov.br.

Edital até setembro

O diretor-geral da Polícia Civil do Pará, delegado Alberto Teixeira, revelou em suas redes sociais que o processo licitatório para a contratação da empresa que irá organizar o Concurso da Polícia Civil do Pará será reiniciado no mês que vem.

De acordo com a publicação, caso o processo ocorra sem interrupções e o cronograma seja seguido à risca, sem recursos nas três fases da licitação (habilitação, técnica e financeira), a previsão é de que o edital seja publicado entre agosto e setembro.

O certame contará com 1.495 oportunidades distribuídas pelos cargos de delegado (265), escrivão (252), investigador (818) e papiloscopista (160). Todas as carreiras que serão oferecidas no concurso exigem o nível superior como requisito.

As remunerações atualizadas não foram divulgadas, mas, de acordo com o último concurso, os ganhos eram de R$ 5.204,05 para as funções de investigador, escrivão e papiloscopista e R$ 12.250 para delegado.

Sobre o concurso

Um ponto já definido e divulgado nas redes sociais da corporação, é que o Termo de Referência já foi definido. O termo serve de orientação para as empresas especializadas em concursos definirem o orçamento e como planejarão o conteúdo programático e formato das etapas. 

O concurso PCPA foi autorizado pelo governador do Estado, Helder Barbalho, conforme portaria publicada no Diário Oficial. Com a distribuição de cargos fechada, é possível que o projeto básico do edital esteja concluído. O documento é usado durante o processo para definir a empresa organizadora.

A informação foi dada pelo governador do Estado do Pará durante a cerimônia de um evento que celebrou os 143 anos da Polícia Civil, que comemorou mais um aniversário. A solenidade aconteceu no Coliseu das Artes, no espaço São José Liberto, em Belém. “A efetividade dos nossos resultados se dá a partir dessa integração. É ela quem cria um ambiente adequado para entregar à sociedade paraense o que é um direito seu, isto é, uma vida de paz, e, ao mesmo tempo, também representa o cumprimento dos nossos deveres como servidores públicos”, disse Helder Barbalho.

Déficit de 2,5 mil servidores

O delegado-geral da PC-PA,  Alberto Teixeira, aponta o déficit de pessoal como um dos principais desafios da instituição. Segundo ele, a carência já chega a 2,5 mil servidores, que será reduzida com a realização do próximo concurso público.

Detalhes

  • Concurso: Polícia Civil do Pará
  • Banca organizadora: a definir
  • Cargos: Delegado, Escrivão, Investigador, Papiloscopista
  • Escolaridade: nível superior
  • Número de vagas: 1.495 
  • Remuneração: até R$ 12 mil
  • Situação: AUTORIZADO
  • Previsão p/ publicação do edital: 2020
  • Link do último edital

DETALHES SOBRE O CONCURSO

Instituição: Polícia Civil PA
Banca: a definir
Cargos:
Delegado, Agente, Escrivão
Investigador e Papiloscopista
Escolaridade: Nível Superior
Nº de vagas: 1.495 previstas
Remuneração: até R$ 12 mil
Situação: AUTORIZADO
Previsão edital: 2020
CURSO PC PA

Último edital
Link do último edital