Concurso Degase: Comissão formada para a carreira socioeducativa!

O Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro (Concurso DEGASE) formalizou a comissão organizadora de seu próximo concurso público, conforme publicação no Diário Oficial do Estado. Na última quarta-feira, 4, os preparativos para o concurso Degase registraram nova movimentação. De acordo o processo que demonstra os trâmites, ao qual Zero Um teve acesso, a pauta agora foi para análise na Coordenadoria Administrativa e Financeira (Coaf).

É a segunda movimentação registrada em pouco mais de 24 horas após o processo ter ficado parado por cerca de cinco meses. O edital está previsto para ser publicado até janeiro de 2020, podendo sair antes disso.

Na terça-feira, 3, a pauta havia saído da Secretaria Estadual de Educação (Seeduc-RJ), a quem o Degase é vinculado, e encaminhada para a direção geral do Departamento, na chefia de gabinete. Os novos registros demonstram os avanços na preparação do concurso.

O Departamento Geral de Ações Socioeducativas, cujo último concurso público foi realizado em 2011, tem déficit em mais de 800 cargos. O número exato de vagas que serão concorridas ainda não foi confirmado.

Porém, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que a instituição teria assinado com o Ministério Público Estadual, segundo reportagem do jornal O Globo, prevê a oferta de 620 vagas. A expectativa é que as oportunidades contemplem os níveis médio e superior de escolaridade.

A comissão organizadora, instituída por meio de portaria no final de novembro, vai elaborar o edital do concurso junto com a Fundação Ceperj – Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro.

Carreira de agente poderá ofertar mais de 300 vagas

Dentre os cargos que poderão ser ofertados no próximo concurso Degase, é praticamente certa a carreira de agente socioeducativo. Além de possuir o maior déficit na instituição, mais de 300 vagas foram criadas para ela no início do ano a pedido da Justiça do Rio.

Fora isso, em setembro, mais de 200 agentes temporários do Degase tiveram seus contratos rescindidos, também após determinação judicial. Com isso, o déficit de 640 cargos passou para 864.

A situação chegou a ser discutida em audiência na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), quando o deputado Márcio Pacheco confirmou a realização do concurso pelo secretário de Educação, Pedro Fernandes.

A remuneração inicial da carreira de agente é de R$ 2.822,57, valor composto por R$ 2.572,57 de salário base e R$ 250 de auxílio-transporte. Os profissionais também têm direito a auxílio-alimentação.

Informações sobre outras carreiras ainda não foram divulgadas. Na seleção anterior para efetivos, realizada em 2011, foram contemplados cargos como agente administrativo (nível médio), técnico de segurança do trabalho, técnico em enfermagem, assistente social, pedagogo, contador e outros.

Ao todo foram concorridas 500 vagas nos níveis médio, médio/técnico e superior. Os selecionados foram lotados em Araruama, Campos dos Goytacazes, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro capital, São Gonçalo e Volta Redonda.

Das oportunidades, 324 eram para agentes socioeducativos. Os candidatos foram avaliados por meio de redação e uma prova objetiva com 50 questões abrangendo Português, Raciocínio Lógico, Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos

Detalhes concurso Degase:

  • Concurso: Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro (Concurso DEGASE)
  • Banca organizadora: Ceperj
  • Cargos: Agente
  • Escolaridade: nível superior
  • Número de vagas: a definir 
  • Remuneração: R$ 2 mil
  • Situação: AUTORIZADO
  • Previsão p/ publicação do edital: 2020
  • Link do último edital

Estudando para concursos das carreiras policiais? Comece a sua preparação hoje mesmo com quem conta com uma metodologia diferenciada e aprovou os primeiros colocados no concurso policial mais concorrido do país: a Polícia do Senado!