Concurso PCRN: trâmites internos indicam escolha da banca em breve!

Uma série de movimentações internas revela que teremos novidades em breve no Concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Concurso PCRN). A comissão organizadora do concurso encaminhou o processo à Secretaria de Administração e dos Recursos Humanos do Rio Grande do Norte (SEARH/RN) no dia 15 de maio para a escolha e contratação da banca organizadora da seleção. No dia 16, o processo já estava na Comissão Permanente de Licitação do órgão, um dos últimos passos para a escolha.

Apesar do andamento do processo, quando questionado sobre os prazos para a escolha da banca a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Administração do Rio Grande do Norte revelou não ter uma data fixa, visto que a pandemia do coronavírus (Covid-19) pode acarretar atrasos no andamento da licitação.

“Não é possível, no momento, afirmar que será cumprido o cronograma inicialmente proposto, diante da instabilidade do contexto atual e do funcionamento alterado em diversas empresas. Não sabemos se as respostas das bancas serão recebidas pela comissão no tempo inicialmente estimado, uma vez que existe a possibilidade de inclusive estarem fechadas, além disso, elas são enviadas pelos Correios, o que pode levar a mais atrasos”

E-mail enviado à comunicação do Zero Um Concursos sobre o andamento da licitação para a escolha da banca

 

O concurso público com 301 vagas para os cargos de delegado, agente e escrivão da PCRN foi autorizado em 11 de março e a publicação do edital deve acontecer em até 180 dias após a divulgação no Diário Oficial do Estado (DOE).

O certame já era esperado desde 2 de janeiro quando a governadora Fátima Bezerra anunciou o concurso durante a aula inaugural do curso de formação dos novos policiais militares.

Autorização foi divulgada no Diário Oficial do Rio Grande do Norte no dia 12 de março de 2020

Processo de contratação da banca do concurso PCRN
Anteriormente, o Ministério Público do Rio Grande do Norte já havia recomendado a contratação da banca organizadora do novo concurso PCRN. A recomendação foi publicada 17 de janeiro, no Diário Oficial do Estado, e defende a dispensa de licitação, por considerar este modelo o de “maior agilidade”.

A recomendação foi feita por meio do 70º promotor de Justiça da Comarca de Natal, Vitor Emanuel de Medeiros Azevedo. Segundo ele, considerando que a concorrência é o mais amplo e demorado dos procedimentos licitatórios, recomenda-se a dispensa de licitação, avaliando ser um “procedimento bem mais célere”.

“Recomenda à Secretaria Estadual da Administração que dê andamento aos processos administrativos tendentes à deflagração do concurso público para o preenchimento de cargos de delegado, escrivão e agente da Polícia Civi”, diz a recomendação.

Em suas considerações, o promotor revela ainda a urgência pelo concurso, avaliando o déficit de policiais. Segundo ele, o efetivo atual é de 1.371 policiais (162 delegados, 185 escrivães e 1.024 agentes), o que representa 26,6% dos 5.150 cargos previstos em lei.

Ainda de acordo com o promotor, há ainda 130 policiais civis aptos à aposentadoria voluntária, dos quais 13 estão próximos da aposentadoria compulsória por idade. Com base nestes dados, o MP-RN pede celeridade no processo de escolha da banca.

Com a recomendação, fica a Secretária Estadual da Administração notificada a informar, no prazo de dez dias, as providências eventualmente adotadas a partir da decisão do MPRN.

Concurso PC RN: MP recomenda dispensa de licitação para contratação da banca!

Concurso Polícia Civil RN tem déficit alarmante

O déficit de efetivo na Polícia Civil vem se agravando com o passar dos anos. Pela Lei Complementar 417-2010, o efetivo total de policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães deveria ser de 5,150 profissionais. Atualmente, segundo balanço da própria Polícia Civil repassada Zero Um Concursos, são 1.348, distribuídos entre 1.015 agentes, 185 escrivães, e 158 delegados.

Some a isso o fato da possibilidade da corporação perder mais profissionais de segurança nos próximos anos. De acordo com o Setor de Pessoal da Polícia Civil, já há mais de 100 homens e 28 policiais mulheres aptos a aposentadoria. Aliado a esse número,  nos próximos três anos, outros 56 homens e 26 mulheres também poderão ir para o quadro de inativos.

Informações repassadas pela assessoria do concurso PC RN

Sem concurso válido, a instituição já acumula mais de 3,8 mil cargos vagos.

Escolha da banca concurso PC RN em andamento

O processo já está em definição da banca organizadora do certame, em análise da Procuradoria Geral do Estado. 

A Associação dos Delegados da PC-RN (Adepol RN) pede celeridade no processo. A presidente da Adepol RN, Paoulla Maués, visitou a Secretaria Estadual de Administração. De acordo com ela, o nome da banca não foi publicado até o momento, porque aguarda um parecer técnico da PGE.

“A gente só está esperando desde 2015 este concurso. Por que esse parecer técnico não sai? Há mais de dez dias. Vamos ter um maior zelo pela Polícia Civil e pelo Estado, que clama por esse concurso”, disse a presidente.

Ainda segundo Paoulla Maués, o processo do concurso da Polícia Civil RN foi acompanhado pelo Ministério Público e está sendo conduzido pela Adepol RN e a própria PC RN, não tendo, de acordo com a presidente, motivos para a demora. “Vamos liberar este processo. A gente quer a publicação da banca organizadora”, concluiu.

Último concurso PC RN ocorreu em 2008

Publicado em 2008, o último concurso Polícia Civil RN ofereceu 438 vagas, sendo 107 de escrivão, 263 de agente e 68 de delegado. A banca organizadora foi o Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Os candidatos foram avaliados por meio de seis etapas, sendo elas:

  • prova objetiva;
  • prova discursiva;
  • avaliação física (exceto para o cargo de escrivão);
  • prova prática (somente para o escrivão);
  • exame psicotécnico; e curso de Formação.

A prova objetiva contou com 100 questões, sendo 30 de Conhecimentos Básicos e 70 Específicos. A primeira parte abrangeu Língua Portuguesa, Noções de Informática e Atualidades. Na prova discursiva os candidatos tiveram que redigir um texto narrativo, descritivo ou dissertativo de até 30 linhas. O tema poderia abordar qualquer área de conhecimento prevista no edital.

Detalhes concurso Polícia Civil RN:

  • Banca organizadora: a definir
  • Cargos: delegado, agente e escrivão 
  • Escolaridade:nível superior
  • Número de vagas: 302
  • Remuneração: até R$ 23 mil no topo da carreira
  • Situação: AUTORIZADO
  • Previsão p/ publicação do edital: 2020
  • Link do último edital

Estudando para concursos das carreiras policiais? Comece a sua preparação hoje mesmo com quem conta com uma metodologia diferenciada e aprovou os primeiros colocados no concurso policial mais concorrido do país: a Polícia do Senado!