Concurso Polícia Federal: Presidente da ADPF confirma pedido para 3 mil vagas!

Quem sonha em ingressar no Departamento de Polícia Federal (Concurso PF) e virar servidor público de uma das maiores corporações da área da Segurança poderá ter ótimas notícias este ano. O presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Edvandir Paiva, deu uma declaração na última quarta-feira, 29, indicando que o pedido enviado pela corporação contempla 3 mil vagas para uma nova seleção.

“Sobre o concurso da Polícia Federal, o nosso diretor-geral pediu mais 3 mil vagas de concurso. Nós esperamos que seja atendido, pelo menos, paulatinamente, abrindo algumas vagas agora e outras depois”, disse Edvandir.

Questionado, o vice-presidente da ADPF, Luciano Leiro, confirmou que o pedido para 3 mil vagas está sob análise do Ministério da Economia.

“Elas estão distribuídas por todos os cargos. Nós já temos essa quantidade de vagas, quase que um terço do efetivo total. Há 10.800 policiais hoje e temos 14 mil vagas. Ou seja, a diferença está solicitada pelo diretor-geral”, confirmou Leiro.

Cargos pedidos ao governo e áreas confirmadas

A informação de que a Polícia Federal possa ter solicitado um pedido com 3 mil vagas é uma novidade e pega todo mundo de surpresa. Isso porque, anteriormente, haviam sido confirmadas 834 vagas por meio de dois pedidos.

Dessa forma, o novo quantitativo supera em mais de três vezes o anterior. Até o momento, não se sabe a distribuição, mas espera-se que possa contemplas as duas áreas: policial e administrativa.

As 834 vagas até então confirmadas contemplariam a cargos de nível médio e superior. A primeira confirmação veio em junho, quando a Polícia Federal confirmou o envio de pedido de concurso ao Governo, no prazo limite de até 31 de maio.

Em agosto, a diretora de Gestão de Pessoal substituta, Vanessa Gonçalves Leite Souza, informou que a Polícia Federal havia registrado pedido para uma demanda em cargos de níveis médio e superior, das áreas Administrativa e Policial. A informação foi obtida em resposta no Portal de Acesso à Informação.

Segundo Vanessa, um dos pedidos de concurso enviado ao Ministério da Economia teria como objetivo de preencher 600 vagas de agente policial, que exige nível superior em qualquer área e carteira de habilitação e proporciona ganhos de R$ 12.441,26.

Além da área policial, foi confirmado o envio de pedido de concurso para o cargo de agente administrativo, pelo presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luis Antônio Boudens. Segundo Boudens, o pedido da área de apoio foi para 234 vagas.

A carreira de agente administrativo tem como exigência o nível médio, com remuneração de R$ 4.710,76 mensais. Já para os graduados, poderão ser contempladas várias áreas, com salário inicial de R$ 5.554,87

Pedido de concurso PF 2020

  • Agente Administrativo – Nível médio completo – e R$ 4.710,76
  • Plano Especial de Cargos – Superior em várias áreas – R$ 5.554,87
  • Agente Policial – Superior em qualquer área – e R$ 12.441,26

Foi confirmado, ainda, o envio de pedido de concurso para o cargo de agente administrativo, além de outras funções da área administrativa, de nível superior.

No final de agosto, o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luis Antônio Boudens, confirmou que o pedido da área de apoio foi para 234 vagas.

Para o agente administrativo, a exigência é ter o nível médio, que proporciona remuneração de R$ 4.710,76 mensais. Para os graduados, poderão ser contempladas várias áreas, com salário inicial de R$ 5.554,87.

Quais são os cargos do concurso PF da área de apoio?

A diretora de pessoal da PF e o presidente da federação não puderam confirmar para quais cargos da área de apoio serão oferecidas as vagas do concurso PF. Para o nível médio, a carreira é o agente administrativo.

Já no nível superior, diversas carreiras poderão ser ofertadas, como:

  • Administradores;
  • Arquiteto;
  • Arquivista;
  • Assistente social;
  • Bibliotecário;
  • Contador;
  • Engenheiros;
  • Estatístico;
  • Farmacêutico;
  • Médicos;
  • Nutricionista;
  • Odontólogo;
  • Psicólogo; e outros.

Um novo concurso PF para o cargo de agente pode amenizar um déficit que só cresce a cada mês. A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) informou que são mais de 4 mil servidores em falta, sendo pouco mais de 2 mil para a carreira de agente.

São, pelo menos, 4.330 servidores a menos na corporação. A informação foi passada em entrevista. A maior necessidade era no cargo de agente, com 2.425 vagas. Dessa forma, as 180 vagas oferecidas no edital de 2018 não chegam nem perto de acabar com essa necessidade.

A boa notícia em meio a esse cenário foi que o presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizou a chamada de mais aprovados além das 500 vagas imediatas oferecidas no edital de abertura. Foi possível chamar 547 vagas a mais. O documento foi assinado, também, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Últimos concursos

O último concurso PF da área policial foi realizado em 2018, com 500 vagas divididas da seguinte forma:

  • Agente – 180 vagas e R$ 12.441,26
  • Delegado – 150 vagas e R$ 23.130,48
  • Escrivão – 80 vagas e R$ 12.441,26
  • Perito – 60 vagas e R$ 23.130,48
  • Papiloscopista- 30 vagas e R$ 12.441,26

A banca escolhida para organizar o concurso foi o Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Foram aplicadas provas objetiva, discursiva, exame de aptidão física, prova prática de digitação, avaliação médica, avaliação psicológica, avaliação de títulos, prova oral, investigação social e curso de formação.

Na área administrativa, o último edital é de 2013, quando foram oferecidas 566 vagas em cargos dos níveis médio e superior da área administrativa. Este concurso perdeu a validade em 2 de junho de 2018. Para o nível superior, as chances foram todas para o DF, nos cargos de engenheiro, assistente social, contador, administrador, psicólogo e arquivista.

Detalhes concurso PF:

Estudando para concursos das carreiras policiais? Comece a sua preparação hoje mesmo com quem conta com uma metodologia diferenciada e aprovou os primeiros colocados no concurso policial mais concorrido do país: a Polícia do Senado!