Resumo da semana do dia 27/7 ao dia 2/8

Saúde

Uma segunda onda de Covid no Brasil?

O boletim da Fundação Oswaldo Cruz, Fiocruz, aponta que o Amapá, o Maranhão, o Ceará e o Rio de Janeiro apresentaram reversão na tendência de queda no número de casos de novos infectados pela Covid-19. Outro estado que apresentou alta foi Alagoas, só que neste caso não havia tendência de queda como nos estados apontados anteriormente.

Uma das grandes questões que acaba gerando debate entre os cientistas é saber quando uma onda de novas infecções se inicia e termina. Fato é que as ondas de infecção se formam a partir de um crescimento rápido de casos de uma determinada doença e, depois de alcançar seu pico, caem vagarosamente.

Segundo especialistas, para que uma segunda onda se forme, é necessário que a primeira onda seja controlada – o que não é ainda o caso do Brasil. A partir desse ponto o número de casos cairia e isso possibilitaria a retomada de diversas atividades econômicas. A segunda onda viria em seguida com o aumento do número de casos, o que levaria a mais internações e a mais mortes.

Não há consenso se o Brasil estaria começando a enfrentar uma segunda onda, já que o país ainda não conseguiu controlar nem a primeira.

Economia

Saldo positivo de US$ 2,2 bilhões em junho nas contas externas – terceiro mês seguido de superávit

O Banco Central (BC) informou no dia 28 de julho que as contas externas brasileiras apresentaram saldo positivo de US$ 2,2 bilhões. Esse superávit em transações correntes, que são as compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do Brasil para o exterior é o maior saldo positivo para junho, desde que a série histórica do BC foi iniciada em 1995.

O BC também apontou no relatório que no mesmo mês de 2019 foi registrado um déficit em transações correntes de US$ 2,6 bilhões, mudança essa que ocorreu principalmente em decorrência da redução de US$ 2,2 bilhões no déficit em serviços e do aumento de US$ 2,2 bilhões no superávit comercial.

BC anuncia lançamento de nota de R$ 200,00

No dia 29 de julho, o BC anunciou o lançamento da nota de R$ 200,00. A cédula já foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e terá como personagem o lobo-guará. A nota deverá entrar em circulação até o final de agosto. Só em 2020 mais de 450 milhões de cédulas de R$ 200,00 deverão ser impressas. A justificativa dada pela administração do Banco Central para a criação de mais uma nota é que a instituição age de forma preventiva caso haja um possível aumento da demanda de papel moeda pela população, já que com a pandemia de Covid-19 o número de papel-moeda em circulação diminuiu já que mais pessoas estão guardando dinheiro em casa, ou seja, fazendo entesouramento.

Meio Ambiente

Brasil – terceiro país mais perigoso para ativistas ambientais do mundo

A ONG Global Witness apontou que o Brasil é o terceiro país mais perigoso do mundo para ativistas da terra e do meio ambiente à frente somente das Filipinas e da Colômbia. Em 2019, foram 24 pessoas assassinadas, quatro a mais que em 2018, sendo que 90% dos homicídios ocorridos em 2019 no país foram na região Amazônica. Até 2017, o Brasil ocupou a liderança desse ranking. Naquele ano, foram registrados 57 assassinatos. A queda apresentada no comparativo entre 2017 e 2019 é um reflexo, segundo especialistas, da própria queda no número de homicídios no país.

Segurança

Registro de armas no Brasil dispara em 2020

O número de registros de posse de armas, documento emitido pela Polícia Federal (PF), disparou no Brasil no primeiro semestre de 2020, se comparado ao mesmo período de 2019. Enquanto no primeiro semestre de 2019 foram registradas 24.236 armas, no primeiro semestre de 2020 foram registradas 73.996 armas, o que equivale a um aumento de 205% no total de registros da PF. Especialistas apontam que este aumento se deve fundamentalmente à política de flexibilização do acesso à posse de armas feita pelo presidente Jair Bolsonaro, uma de suas promessas de campanha. Além disso, todos os Estados brasileiros, inclusive o Distrito Federal registraram alta no número de registros de novas armas, que teve o maior crescimento entre as unidades da Federação: variação de 1.429% no número de documentos concedidos pelas autoridades. Vale destacar que, mesmo que não haja uma correlação clara, enquanto aumenta o número de armas legais em circulação no Brasil, houve um aumento no número de assassinatos no país, de acordo com o Monitor da Violência.

Internacional

Trump está insatisfeito com gasto alemão em defesa

No dia 29 de junho, o presidente dos EUA Donald Trump anunciou que vai retirar da Alemanha 12 mil dos 36 mil militares americanos baseados naquele país. Em mais um momento de pouca diplomacia, Trump chamou a Alemanha de delinquente, termo que em inglês pode ter o mesmo significado do português, mas que também pode significar inadimplente ou caloteiro. A administração Trump  acusa a Alemanha de não cumprir com sua meta de gastos dentro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). A OTAN tem trinta membros e a meta do grupo é que todos usem ao menos 2% de seu Produto Interno Bruto (PIB) no setor. Atualmente somente nove países atingem a meta de gastos. A Alemanha, por exemplo, gastou 1,36% de seu PIB com a OTAN, enquanto os EUA gastaram 3,42%. Em termos globais, os gastos militares dos EUA correspondem a 39% do gasto militar do mundo.

Questões

 

Questão 01

Com o controle e a redução do número de novas infecções e de mortes no Brasil em decorrência da Covid-19, o Brasil pode ser um dos primeiros países da América Latina a dar por encerrada a primeira onda de casos de Covid em seu território. Cientistas alertam para os perigos de uma segunda onda de Covid estar prestes a se espalhar pelo território brasileiro. (   )

Gabarito: Errado
Comentário: o Brasil ainda não controlou a primeira onda. Em território brasileiro, são mais de 2,7 milhões de casos confirmados e de 93.000 mortes. O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de casos de covid-19 oficialmente notificados. Só está atrás dos Estados Unidos, que na quinta-feira (dia 30/07) cruzaram a marca de 4 milhões de casos.

Questão 02

Recentemente quatro estados da federação apresentaram reversão na tendência de queda nos casos de Covid-19. Assinale a alternativa que identifica esses quatro estados.

  1. a) Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte
  2. b) Pará, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso
  3. c) Goiás, São Paulo, Santa Catarina e Acre
  4. d) Amapá, Maranhão, Ceará e Rio de Janeiro

Gabarito: letra d
Comentário:
Amapá, Maranhão, Ceará e Rio de Janeiro apresentaram tendência de alta no número de novos casos de Covid-19.

Questão 03

Sobre as contas externas brasileiras, devido à forte valorização do Real (R$), pode-se afirmar que o saldo em transações correntes do país tem apresentado déficit desde 2019. (   )

Gabarito: Errado
Comentário: o saldo em transações correntes apresentou superávit em junho de 2020, sendo o terceiro mês seguido de superávit.

Questão 04

O Banco Central apontou em recente relatório que o Brasil, diferentemente de junho de 2019 quando o saldo de transações correntes apresentou déficit, em junho de 2020 o saldo em transações correntes brasileiro foi superavitário. (   )

Gabarito: Certo
Comentário: O BC também apontou no relatório que no mesmo mês de 2019 foi registrado um déficit em transações correntes de US$ 2,6 bilhões, mudança essa que ocorreu principalmente em decorrência da redução de US$ 2,2 bilhões no déficit em serviços e do aumento de US$ 2,2 bilhões no superávit comercial.

 

Questão 05

Desde 2017, o Brasil ocupa a vergonhosa posição de líder no ranking de assassinatos de ativistas ambientais em todo o mundo. (   )

Gabarito: Errado
Comentário: o Brasil foi líder do ranking de assassinatos de líderes ambientais em 2017. Hoje quem lidera esse ranking são as Filipinas, que é seguida pela Colômbia.

Questão 06

Assinale a alternativa que indica quais são os três países mais perigosos para ativistas ambientais no mundo.

  1. a) Filipinas, Colômbia e Brasil
  2. b) Rússia, EUA e Canadá
  3. c) França, Peru e Bolívia
  4. d) Alemanha, Argentina e Uruguai

Gabarito: letra a
Comentário: os países foram ordenados em ordem de periculosidade.

Questão 07

Mesmo com o aumento do número de armas legais em circulação no país, houve queda no número de homicídios em 2020 em relação a 2019. (   )

Gabarito: Errado
Comentário: As mortes violentas passaram de 18.120 para 19.382 no período de janeiro a maio na comparação entre 2019 e 2020.

Questão 08

Apesar dos esforços feitos pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, houve queda no número de registros de posse de arma no Brasil no primeiro semestre de 2020 se comparada com o mesmo período de 2019. (   )

Gabarito: Errado
Comentário: o número de registros de posse de arma explodiu no primeiro semestre de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019. O crescimento foi de 205%.

Questão 09

Houve crescimento em quase todas as unidades da Federação no que se refere ao crescimento do número de registros de armas de fogo. A exceção a essa regra foi o DF onde houve queda no número de registros. (   )

Gabarito: Errado
Comentário: Houve crescimento em todas as unidades da Federação no número de registros de posse de armas de fogo. O DF foi a unidade que apresentou o maior crescimento: 1.429% em relação ao primeiro semestre de 2019.

Questão 10

Assinale a alternativa que identifica o personagem que virá impresso na nova nota de R$ 200.

  1. a) lobo-guará
  2. b) tamanduá-bandeira
  3. c) sucuri
  4. d) jegue

Gabarito: letra a
Comentário: o lobo-guará foi escolhido pelo BC para ser o símbolo da recém-lançada nota de R$ 200.

Questão 11

Donald Trump elogiou recentemente a Alemanha por seu empenho em cumprir com sua meta de gastos em relação à OTAN. (   )

Gabarito: Errado
Comentário: Trump criticou a Alemanha por não cumprir com a meta de gastos em relação à OTAN, inclusive chamando a Alemanha de delinquente.